Sobre Dália St. London

Dália, a que nunca se apaixonou...

Amor Químico

Amor Ácido

Sexo Base

Se ambos forem fortes, a reação é fácil

Se ambos forem fracos, nada que um bom catalisador não resolva

Anúncios

Ah, essa cena

Ah, esse homem,

Ele anda na rua e ignora

Que o Cupido está na espreita

Mirando seu coraçãozinho pedra

E rindo de tanta amargura

 

Ah, esse Cupido

Não lembra que o homem amou outrora

E que uma maldade bem feita

Fez seu coração impenetrável à seta

E não foi por escolha sua

 

Ah, essa mulher,

Percebeu essa cena na hora

E mesmo não sendo perfeita

Passou tão suave e tão reta

Com olhos de pura doçura

 

Ah, esses corações,

Não sabem que o tempo de agora

É o tempo da farta colheita

Das lágrimas que o tempo seca

E preparam nova travessura

De todos os amores

De todos os amores que eu achei que tive

Você foi o que me fez sorrir

Em dias em que lágrimas eram involuntárias

E que várias marcaram onde estive

 

De todos os amores que eu quis ter

Você foi o que me compreendeu

Me fez perceber eu não conhecia meus próprios desejos

E que para amar não é preciso sofrer

 

Todos os amores do mundo

Você é o Amor mais livre, mais doce e mais sublime.

Na Cama

Não vou levantar dessa cama

O sol me acorda tão cedo

Tentando roubar o sonho

de que o mundo é este quarto

 

Você ainda dorme tranquilo

Enquanto eu te vejo, sorrindo

Feliz por mais um segundo

Amando por mais um minuto

Pensando na última hora

Lembrando do perfeito dia

Que alegrou a minha semana

E mudou o meu mês tão vazio

 

Você desperta tão suave

E para o mundo de novo

Quando diz entre bocejo e murmuros

– Amor, vamos dormir mais um pouco

Inocente

Meu coração palpita só de ouvir tua voz,

Minha boca saliva quando teus olhos encontram os meus

Quando tua voz grossa diz: – Linda,

Meu corpo reage, meus pés vão aos ares e minha mente se agita

pois teu corpo se aproxima e em breve será meu corpo também

 

O que poderia ser vulgar é sublime quando a carne transmuta a alma

e no gozo o amor aflora tão puro e inocente

Quanto o primeiro palpitar do coração.