De todos os amores

De todos os amores que eu achei que tive

Você foi o que me fez sorrir

Em dias em que lágrimas eram involuntárias

E que várias marcaram onde estive

 

De todos os amores que eu quis ter

Você foi o que me compreendeu

Me fez perceber eu não conhecia meus próprios desejos

E que para amar não é preciso sofrer

 

Todos os amores do mundo

Você é o Amor mais livre, mais doce e mais sublime.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s